Correio Feirense - O portal de Notícias de Feira de Santana - Bahia

OFERECIMENTO

Comerciantes apoiam obras de requalificação no Centro de Abastecimento

Publicada em 09/08/2017 ás 22:09:17

Reunião

 Em mais uma rodada de reuniões com representantes de vários segmentos comerciais estabelecidos no Centro de Abastecimento, tendo como pauta as mudanças estruturais consideradas necessárias e indispensáveis pelo Governo Municipal para adequar o entreposto ao projeto de implantação do Centro de Comércio Popular, a Associação dos Comerciantes e Trabalhadores (ACTC) aprovou as intervenções que veem ocorrendo no local.

A construção de dois galpões, um para a comercialização de peixes e mariscos e outro para o comércio de hortifrutigranjeiros (Galpão da Cebola); a reforma de 10 sanitários; a implantação de um módulo policial e a reestruturação da rede de esgoto, cujas obras já estão em curso pela Embasa e se estenderão à Praça do Tropeiro, foram algumas das medidas anunciadas pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho, no encontro realizado na tarde dessa terça-feira, 7, na Sala de Imprensa Arnold Silva, no Centro de Atenção ao Feirense (CEAF).
 
Acatada por unanimidade por cerca de 100 comerciantes presentes, estas iniciativas se impõem em face da implantação do Centro de Comércio Popular que está sendo construído no entreposto comercial, numa Parceria Público-Privada orçada em R$ 58 milhões, aprazada para ser entregue dentro de um ano.
Oriundo do Pacto da Feira, este projeto destina, principalmente, a reorganizar e reclassificar o centro comercial de Feira de Santana, transferindo para o futuro Centro de Comércio Poupar 1.800 vendedores ambulantes que infestam de forma desordenada as ruas e avenidas centrais da cidade.
 
“Este é um projeto ambicioso e que está sendo feito com muito profissionalismo. O Centro de Abastecimento precisa se modernizar, oferecendo mais conforto, segurança e opções de compras, e a cidade e os comerciantes só têm a ganhar com esta obra”, argumentou José Ronaldo.
 
Respondendo as especulações negativas que vêm sendo disseminadas por setores refratários à requalificação do Centro de Abastecimento, sobretudo no âmbito do comércio de artesanato, Ronaldo afiançou que o setor terá assegurada a integralidade de 100% de seu funcionamento.
O governante alertou, entretanto, que não será permitido aos permissionários do setor de artesanato (que disporão de mezaninos individualizados para o armazenamento de mercadorias), transformar os novos boxes em depósitos de grandes estoques.
 
Em consonância com os argumentos dispostos pelo prefeito — que também anunciou a implantação de um posto do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), com vistas a oferecer assistência especializada na reabilitação de químico-dependentes, em estado de vulnerabilidade social que circulam no espaço — a ACTC se manifestou favorável às mudanças.
 
De acordo com Edmária Lima Mediros, presidente da entidade, “nós apoiamos o projeto no sentido de que acreditados que ele irá modernizar o Centro de Abastecimento, oferecendo mais conforto e segurança, tornando-o mais atrativos a novos investimentos”.
 
A reunião também contou com as presenças dos secretários do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Antônio Carlos Borges Júnior, e Carlos Brito, do Planejamento; vereadores João Bililiu e Cadimiel Pereira, e do prefeito de Serra Preta, Antônio Fernandes.
 
Autor/ Créditos: Jorge Magalhães

 

Leia Também